Alunos do ensino médio criam projetos inovadores para cidades e indústrias

Cerca de 50 estudantes do SENAI em Florianópolis e Criciúma participaram do Grand Prix de Inovação, que marcou o lançamento dos Laboratórios Abertos da instituição nas duas unidades
Imprimir
  • Projeto vencedor em Florianópolis oferece uma bengala para cegos que vibra em sinal de alerta. Foto: Marlon Diogo Pereira

Florianópolis, 30.11.2017 – Projetos de gestão de agendas de clínicas médicas, de sistema automatizado de alimentação de aves e uma bengala para cegos foram os vencedores do Grand Prix SENAI de Inovação, promovido nos dias 28 e 29 de novembro. A iniciativa envolveu cerca de 50 estudantes do ensino médio da instituição nas cidades de Florianópolis e Criciúma.

A atividade marcou o lançamento dos Laboratórios Abertos da instituição nas duas unidades. As estruturas são focadas em inovação e permitem, com seus equipamentos – que incluem impressoras 3D e sistemas de corte a laser – permitem a prototipagem dos projetos. Os laboratórios podem ser utilizados pelos estudantes da entidade e por empresas.

A agenda de clínicas médicas prevê um sistema de aproveitamento de horários que ficam vagos por desistências. O sistema de controle de alimentação de aves consiste em sensores que garantem a distribuição da ração em todos os comedouros de um aviário. Ambos foram desenvolvidos em Criciúma, como resultados de desafios propostos, respectivamente, pela Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e pela indústria Plasson do Brasil, do segmento plástico. Outros projetos desenvolvidos por estudantes da unidade contemplam equipamentos que possibilitam o assentamento, de maneira mais ergonômica, de revestimentos cerâmicos de grande porte. Estes foram desafios propostos pela indústria Cerâmica Elizabeth.

Em Florianópolis, o vencedor foi uma bengala de bolso de baixo custo para auxílio a deficientes visuais. Em segundo lugar, ficou um sistema inovador de compartilhamento de bicicletas por meio de um aplicativo semelhante a aplicativo de compartilhamento de imóveis para aluguel. Em terceiro, ficou o sistema de iluminação em formato de um cubo aliando design e captação de energia solar.

 

Assessoria de Imprensa

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina