Eventos do SENAI em Palhoça e Jaraguá do Sul despertam para Indústria 4.0

Propósito é sensibilizar empresários, trabalhadores, estudantes e demais interessados para os desafios e oportunidades da quarta onda da Revolução Industrial
Imprimir
  • Em cinco anos, mais de 50% dos trabalhadores da indústria catarinense terão 40 anos ou mais

Florianópolis, 28.06.2017 – O SENAI/SC, entidade da FIESC, realiza, de 3 a 6 de julho, nas cidades de Palhoça e Jaraguá do Sul, mais duas edições do Despertar 4.0, evento que tem o propósito de sensibilizar empresários e trabalhadores catarinenses para a nova onda da Revolução Industrial – também denominada de indústria 4.0, internet industrial, indústria avançada ou manufatura avançada. Nas atividades, gratuitas e com vagas limitadas, serão apresentados os desafios e oportunidades trazidos por este recente fenômeno econômico e social. Nas duas cidades, haverá palestra do diretor regional do SENAI/SC e professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Jefferson de Oliveira Gomes, um dos principais experts brasileiros sobre o tema, além de atividades práticas voltadas aos adolescentes, mulheres e pessoas a partir de 40 anos.

Segundo Jefferson de Oliveira Gomes, o fenômeno “tem por base a hiperconectividade, a inteligência artificial, o elevado grau de digitalização e de sensoria­mento, o avanço do big data, entre outros, cuja associação permitirá customização em massa de produtos, mudança na forma e pa­drão de consumo e possibilidade de pro­dução em casa”. O principal fator de estímulo ao seu desenvolvimento é a redução dos custos de processamento, armazenamento e transmissão de dados. Até 2020, mais de 50 bilhões de objetos – ou sete vezes a população mundial – estarão interconectados, promovendo negócios estimados em 32 trilhões de dólares. Mais relevante do que o volume de recursos movimentados, entretanto, é que a hiperconectividade está modificando a sociedade e a economia, permitindo rapidez e eficiência na tomada de decisões.

Exemplo prático dessa nova realidade está nos aplicativos de orientação de trânsito dos smartphones. Com inúmeros usuários acessando on line (hiperconectividade), o serviço colhe informações sobre o fluxo nas diversas vias (sensoriamento e big data) e toma decisões calculadas com base na análise das variáveis (inteligência artificial) ao sugerir a melhor alternativa de trajeto para cada usuário (customização). “A indústria tem o desafio de aplicar tecnologias e modelos semelhantes”, afirma Jefferson. “As decisões passam a ser tomadas sem a participação humana e a partir apenas da conexão entre máquinas, plantas fabris, matérias-primas e o produto final (estes dotados de sensores e transmissores) e o consumidor. O ato de abrir uma embalagem dá o comando instantâneo para a produção de nova unidade”, acrescenta.

Mercado de trabalho

Na opinião de Gomes, as novas tecnologias promoverão profundas mudanças no mercado de trabalho. “Sessenta e cinco por cento das crianças de hoje atuarão em profissões que ainda não existem”, afirma. Ele destaca ainda que o novo modelo exigirá mudanças na legislação trabalhista, flexibilizando aspectos como o trabalho conjunto de homens e máquinas – dado o crescimento esperado da presença de robôs colaborativos – e  terceirização. “Uma máquina poderá prever até mesmo a hora em que vai apresentar uma pane. Pode ser, por exemplo, numa madrugada e, cinco minutos antes o técnico de manutenção chegará para realizar o serviço. Ele não precisará estar em tempo integral na empresa, nem ter contrato fixo”, diz. A respeito da robotização, Gomes salienta que ela vem avançando intensamente, também devido à redução dos custos. “Aquelas funções que não queremos para nossos filhos, serão realizadas por máquinas”, prevê.

Despertar 4.0

As duas edições do evento são compostas pela palestra Entendendo a Indústria Avançada, de Jefferson de Oliveira Gomes e por minicursos, ou imersões tecnológicas, direcionados aos três públicos estratégicos – adolescentes (para um primeiro contato com a tecnologia), mulheres (com o objetivo de ampliar a participação feminina na área de tecnologia) e pessoas a partir de 40 anos (considerando que em cinco anos, mais de 50% dos trabalhadores da indústria catarinense terão 40 anos ou mais). Os cursos são essencialmente práticos e não requerem conhecimentos prévios sobre os temas.

 

Confira abaixo detalhes da programação em cada cidade:

Palhoça

Onde: Unidade do SENAI – rua Juacir dos Passos, 18, Jardim Eldorado.

Datas: de 3 a 6 de julho.

Palestra Entendendo a Indústria Avançada

com Jefferson de Oliveira Gomes,

Dia 5 de julho, 19 horas (welcome coffee, seguido da palestra).

Minicurso Mulheres na Tecnologia: Explorando a programação de jogos digitais

O objetivo é demonstrar às mulheres que as novas tecnologias estarão cada vez mais presentes no cotidiano e nas profissões atuais e futuras. Trata-se de um momento prático e criativo que proporcionará a programação e o desenvolvimento de um jogo digital de forma lúdica, interativa e sem necessidade de conhecimento prévio no assunto.

Dias 3 e 4, das 19 às 22 horas (duas turmas).

Minicurso Tecnologia para 40 anos ou +: Aplicando conceitos da indústria avançada no jardim da sua casa

Dedicado a pessoas com 40 anos ou mais, que desejam entender e aplicar conceitos introdutórios da indústria avançada. O participante aprenderá a conectar dispositivos eletrônicos na internet para controle e monitoramento do ambiente. Sem necessidade de conhecimentos prévios.

Dias 4 e 6 de julho das 14 às 17 e das 19 às 22 horas (quatro turmas).

Minicurso Teen + Tech: Youtuber #Vamos nessa!

A experiência permite que o participante produza conteúdos e edite videos conhecendo diferentes recursos e explorando as atividades do universo youtuber.

Dias 4, 5 e 6 uma turma por dia, das 14 às 17 horas, e mais uma turma no dia 6, das 19 às 22 horas.

JARAGUÁ DO SUL

Onde: Unidade do SENAI – rua Isidoro Pedri, 263 -  Rio Molha.

Datas: de 3 a 6 de julho.

Palestra Entendendo a Indústria Avançada

com Jefferson de Oliveira Gomes,

dia 4 de julho, 19 horas (welcome coffee, seguido da palestra).

Minicurso Teen + Tech: Robótica Lego

Destinado aos jovens que buscam estimular o raciocínio lógico e a criatividade através da robótica e da solução de problemas envolvendo cálculos e física aplicados ao dia-a-dia, este momento utilizará robôs LEGO  e atividades práticas que desafiarão a sua agilidade e capacidade de chegar aos melhores resultados.

Dia 3, das 13 às 17 horas.

Minicurso Tecnologia para 40 anos ou +: Domótica para iniciantes

Dedicado a pessoas com 40 anos ou mais que desejam atualizar-se acerca de novas tecnologias e aplicar conceitos introdutórios de automação residencial. O participante aprenderá como automatizar e acionar iluminação, janelas e monitorar eletrodomésticos a partir do próprio smartphone.

Dia 5, das 18h30 às 22 horas.

Minicurso Mulheres na Tecnologia: Explorando a Conectividade

Oferecido para mulheres que queiram interagir com a tecnologia utilizando as ferramentas em nuvem do Google Apps em situações cotidianas. Adicionalmente será apresentado conceito de Internet das Coisas e dicas para segurança das informações sem necessidade de conhecimento prévio sobre o tema.

Dia 6, das 18h30 às 22 horas.

Para mais informações e inscrições, clique aqui ou ligue para 48 3381 9218 (Palhoça) ou 47 3372-9500 (Jaraguá do Sul).

 

Assessoria de Imprensa

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina