Compartilhar:

Ao unir a necessidade de realizar a Situação de Aprendizagem com um trabalho voluntário, os estudantes contribuíram para dar conforto aos frequentadores da Apae.

Durante uma visita à unidade local de uma das instituições assistenciais mais tradicionais e respeitadas do país, os jovens estudantes do curso de Torneiro Mecânico do Senai de Capivari de Baixo identificaram uma oportunidade de melhoria na qual poderiam atuar. 

Grupo da Apae Testando adaptação da cadeira de rodas

A partir dessa constatação, desenvolveram um sistema de adaptações nas cadeiras de rodas que deu mais qualidade ao cotidiano dos portadores de deficiência motora e dos profissionais que lidam com eles.

Um projeto que fez a diferença

Cadeira de rodas adaptadaCom orçamento limitado, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Capivari de Baixo enfrenta dificuldades para adquirir equipamentos, como cadeiras de rodas de melhor padrão. 

Ao conhecer o cotidiano da instituição e conversar com os profissionais que nela atuam, os estudantes verificaram que a folga no encosto das cadeiras em uso levava a pessoa com deficiência motora a se deslocar para os lados, prejudicando assim sua postura e obrigando os cuidadores ao esforço constante de colocá-la novamente na posição correta.

A turma desenvolveu, então, um sistema de melhoria para o encosto, utilizando técnicas de usinagem e montagem aprendidas durante o curso. Quando chegaram a um modelo que proporcionava mais estabilidade à pessoa com deficiência motora, montaram um protótipo que foi submetido aos representantes da Apae. 

Uma vez aprovada, a adaptação foi realizada nas quatro cadeiras de rodas da instituição. Tratou-se, assim, de um típico projeto com aplicação imediata e resultados perceptíveis tanto para o aprendizado dos estudantes quanto para a sociedade como um todo.

O que é a Apae e como ela viu valor no projeto?

Criada em 1954 no Rio de Janeiro, a Apae é uma instituição que promove a atenção integral à pessoa com deficiência intelectual e múltipla. Está presente em mais de 2 mil municípios de todos os estados brasileiros.

“Os estudantes chegaram com boa vontade e disposição para ter ideias que ajudassem a Apae, e realizaram um trabalho que realmente fez a diferença.” 
Rosilene Costa Antônio, diretora pedagógica da Apae de Capivari de Baixo

A docente que acompanhou este projeto foi Pierre da Silva Pinter.

Quer aprender a fazer a diferença na sua comunidade? Conheça aqui os cursos de Curta Duração e venha para o SENAI.

 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco