Compartilhar:

Petshop Azul

A combinação entre o alto consumo de água, energia e outros recursos e a grande produção de resíduos decorrentes das construções transformou o setor da construção civil num verdadeiro “vilão” quando se pensa em sustentabilidade. Mas essa não é uma situação impossível de ser modificada. Ao contrário. Há princípios que, ao serem adotados desde as etapas de concepção dos projetos, garantem a sustentabilidade ambiental e econômica dos empreendimentos imobiliários.

Ganhos em Série

O setor da construção civil é um dos principais responsáveis pelos impactos ambientais no mundo. Consome 75% dos recursos naturais e 20% da água nas cidades, além de gerar 80 milhões de toneladas por ano de resíduos, segundo dados do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável.

Alunos na sala de computadores

Diante desses números impressionantes, são evidentes as vantagens ambientais de se buscar alternativas mais sustentáveis de construção. Há também outros ganhos potenciais. Pesquisas já demonstraram que os prédios “verdes” contribuem para aumentar a produtividade do trabalhador. Um estudo norte-americano chegou à conclusão de que empresas localizadas em escritórios com esse perfil têm maiores possibilidades de atrair e manter bons empregados.

Com a expansão do ideal de desenvolvimento sustentável, as empresas estão cada vez mais buscando práticas alternativas de produção e prestação de serviços que não prejudiquem o meio ambiente e estejam de acordo com os preceitos de responsabilidade social. Com base em tudo isso, a pergunta que guiou a concepção da Situação de Aprendizagem foi: por que não construir “verde”?
Juliana Fávero - Coordenadora do projeto

Por dentro do projeto

Após séculos de exploração dos recursos ambientais e sociais do nosso planeta, a humanidade tem refletido a respeito da indispensável adoção de práticas que promovam o desenvolvimento econômico em equilíbrio com as necessidades da Terra. Empregar conceitos de sustentabilidade exige refletir sobre o uso dos recursos ambientais, a inclusão social e o respeito às diferenças, numa visão menos individualista e mais coletiva.

Painel Solar Prancha

A Situação de Aprendizagem envolveu o desenvolvimento de um projeto de edifício comercial que seguisse os princípios do green building. Para se enquadrar nesses conceitos, um edifício precisa seguir parâmetros básicos que conciliem a questão ambiental com os aspectos econômicos e sociais.

O projeto teve, como atividade inicial, entrevista com clientes em potencial desse tipo de projeto na região para levantamento dos dados necessários aos estudos preliminares para desenvolvimento de projeto arquitetônico.

Sala com parede rosa

Simultaneamente, os alunos providenciaram os documentos para o projeto legal, contendo a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e o memorial descritivo especificando os parâmetros de conforto ambiental e aplicabilidade do sistema construtivo sustentável. 

Foram desenvolvidos também o projeto elétrico e o projeto hidrossanitário, associados ao projeto principal. Todas essas etapas foram consolidadas num estudo em 3D, apresentado oralmente aos colegas.

Há respeitadas certificações internacionais que reconhecem edifícios green building, os quais seguem princípios de sustentabilidade ambiental, social e econômica.

A Situação de Aprendizagem possibilitou que eu e meus colegas nos apropriássemos de conhecimentos relevantes para a nossa formação e ficássemos sintonizados com tendências que se consolidarão cada vez mais no mundo de trabalho.
Mariana Zancanaro, aluna

Este e outros projetos de aprendizados são elaborados durante os cursos Técnicos do SENAI de Santa Catarina. Conheça todos eles aqui.
 

 

Entre em contato

Tire dúvidas, envie sugestões e reclamações

Fale conosco