SENAI de Joinville recebe credenciamento da Embrapii

Indústrias poderão acessar serviços dos institutos de inovação na área de manufatura a laser, com trâmites menos burocráticos
Imprimir
  • Foto: Cristiane Zimmermann

Florianópolis, 13.4.2017 – Os institutos de inovação do SENAI em Joinville foram credenciados pela Empresa Brasileira de Pesquisa de Inovação Industrial (Embrapii) e poderão propor projetos de inovação para a indústria na área de manufatura a laser. O anúncio oficial das novas unidades credenciadas foi realizado na última quinta-feira (13) e, além do SENAI, contempla outros seis institutos do País. O valor total dos planos de ação dessas unidades é de R$ 177 milhões, sendo R$ 58,8 milhões em recursos da Embrapii.

“O perfil do investimento no Estado vem mudando, com ênfase cada vez maior na busca por inovações por meio de pesquisa e desenvolvimento, design e aprimoramento dos processos produtivos”, afirma o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. “As empresas, emergentes ou tradicionais, têm explorado cada vez mais as possibilidades de novas tecnologias e de novos comportamentos de consumo para conquistar espaço no mercado, já que a inovação é fator crítico para a diferenciação e ganhos de mercado ou, no mínimo, para a sobrevivência em tempos difíceis”, diz. Neste contexto, destaca o presidente da FIESC, “os nossos institutos são instrumentos efetivos de apoio ao setor empresarial e este credenciamento na Embrapii amplia as oportunidades de inovação na indústria”.

Para o diretor-presidente da Embrapii, Jorge Guimarães, este resultado possui um diferencial em relação às demais chamadas. “Procuramos selecionar áreas de competência que possuem uma relação forte com o mercado e que está, a todo momento, necessitando de inovação”, declarou. Guimarães entende que as vantagens nos projetos aprovados são a agilidade e a flexibilidade na contratação, pois a unidade credenciada passa a lidar diretamente com a indústria, sem interferência da Embrapii.

“A indústria de Santa Catarina ainda não conhece Embrapii. A empresa tem R$ 350 milhões rodando em inovação hoje no Brasil e somente 2% é utilizado em pesquisas no Estado”, afirma o diretor regional do SENAI/SC, Jefferson de Oliveira Gomes. O SENAI é a quarta unidade Embrapii catarinense – ao lado da Fundação Certi e dois polos da Universidade Federal de Santa Catarina.

Os institutos do SENAI em Joinville estão habilitados a realizar projetos na linha de manufatura a laser por adição ou remoção de materiais. A Embrapii investe até 1/3 do valor do projeto e o restante é dividido entre o SENAI e a empresa beneficiada.

Com as novas unidades anunciadas, chega a 34 o número de institutos credenciados. Desde sua fundação, a Embrapii já fechou 198 projetos no valor total de R$ 312 milhões. A Embrapii mantém contrato de gestão com o Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Ministério da Educação (MEC) e atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, tendo como foco as demandas empresariais e como alvo o compartilhamento de risco na fase pré-competitiva da inovação.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Embrapii

Assessoria de Imprensa

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina